Antes e depois: correção de orelha de abano aos 6 anos

Estava assim e ficou assim. Era orelha de abano.

Logo que ele nasceu, quando era bebezinho, a gente já percebeu que ele tinha uma orelha maiorzinha, era mais pra trás. Era bem de abano mesmo. E a gente começou a procurar, a saber sobre o assunto, como que era, qual idade para fazer a cirurgia.

Na escola, ele não lembra muito, mas na escola ele chegaram a a chamar ele de orelhudo. Na verdade, ele nem ouviu, a professora quem veio me chamar, ele estava no jardim ainda. E aí a professora Francilina, pensou em fazer a a cirurgia de abano, porque chamaram ele de orelhudo e ele não percebeu. E aí a gente começou a pensar melhor sobre o assunto porque ele já iria mudar de colégio. E aí iria fazer seis anos, iria pra uma escola maior e a gente ficou com receio justamente das crianças começarem a a fazer bullying a a ficar ofendendo. Então, a gente começou a se interessar mais pelo tema.

E aí fui procurar e vi que o Doutor Mauro é uma pessoa especialista, mestre no tema no assunto e a gente resolveu conhecer.

É, agora chama bem menos atenção, bem melhor do que no ano passado.

A gente se surpreendeu porque a recuperação foi muito boa, é uma cirurgia que não é tão rápida, mas não demorou muito. Foi muito tranquila, muito tranquila e a recuperação foi excelente. Depois de uma semana já estava muito bom.

Agora ela está mais pra trás do que pro lado. Então eu gostei.

Assine nossa newsletter e receba as novidades

    Aviso legal

    Todas as imagens mostradas nessa página são meramente ilustrativas. Cada caso é individual e não há garantias de resultado. Para mais informações, por favor entre em contato com a nossa equipe e agende uma consulta.

    Diretor técnico-médico: Dr. Mauro Speranzini, CRM 59.742/SP

    © Grupo Speranzini 2024 CNPJ: 022.071.63/0001-75. CRM 971.250/SP

    Todos os direitos reservados.